ISIS, Putin, Hebdo. 'Homeland' volta mais atual do que nunca
N.C.
14.AGO.2015

Novo amor, cidade e trabalho para Carrie na 5.ª temporada do thriller político, que vai explorar os assuntos que têm marcado este ano.

Apesar de ter um ADN que sempre explorou elementos do contexto político, geográfico e social atual, Segurança Nacional regressa mais atual do que nunca, com uma quinta temporada que vai endereçar assuntos e figuras políticas que têm protagonizado as principais manchetes deste ano. O ataque terrorista ao jornal francês Charlie Hebdo, o Estado Islâmico, a polémica em torno do ex-analista da Agência de Segurança Nacional Edward Snowden e o presidente russo Vladimir Putin vão inspirar os próximos 12 episódios do thriller político e de espionagem protagonizado por Claire Danes na pele de uma agente da CIA.

A informação foi avançada pelo presidente do canal Showtime, que exibe a galardoada série nos EUA, ao qual regressa com os novos capítulos no início de outubro. "O primeiro episódio vai focar-se na Rússia. O que andará Putin a fazer? O que está a acontecer com esta relação sinuosa [com Berlim] por ali?", questionou David Nevins aos jornalistas, durante uma conferência da Associação de Críticos de Televisão. "Todos estes temas são muito recentes e acho que são assuntos com os quais o público se vai identificar", frisou também.

O responsável adiantou ainda que o drama político criado por Howard Gordon e Alex Gansa, cuja próxima temporada foi gravada, na sua grande maioria, na capital alemã, vai centrar-se também em dois temas: no ciberterrorismo e na questão da privacidade.

"A proximidade com a realidade é uma das grandes conquistas dos nossos argumentistas. Não só conseguem espelhar o que está a acontecer no momento como conseguem antecipar o que vai acontecer. A série tem profetizado o que se passa no mundo, mantendo-se culturalmente relevante e conseguindo ser politicamente neutro. O nosso mundo está a sofrer. Existe muita discórdia e muita dor, são tempos de ansiedade e a nossa série admite isso", dizia Claire Danes numa entrevista exclusiva à Notícias TV, no final do ano passado.

Nos novos episódios, Segurança Nacional dá um salto de dois anos no tempo e mostra Carrie Mathison (Danes) com um novo trabalho [depois da saída da CIA, Claire trabalha agora para uma empresa privada de segurança], numa nova cidade e com um novo interesse amoroso. A quinta temporada, que ainda não tem data de estreia agendada para Portugal, na Fox, vai marcar, também, um distanciamento na relação política entre os EUA e o Médio Oriente, que tem sido um foco principal nas primeiras quatro temporadas.

comentários